Cruzeiro da Forca

Foto antiga Cruzeiro da Forca O nome de Cruzeiro da Forca se deu porque no mesmo local estava instalada antigamente a forca dos escravos e criminosos bárbaros. Em pesquisa histórica, não foi possível apurar a época precisa em que em que a forca foi retirada e tampouco a data exata da instalação do Cruzeiro. Presume-se que tenha sido ainda no século XIX. A sua composição formal não difere dos cruzeiros existentes em outras cidades e povoados. É formado por uma grande cruz de braúna, madeira típica da região, na qual estão fixados elementos que retratam objetos e utensílios utilizados na paixão e morte de Jesus Cristo, como martelo, escada, chicote, etc.. Tudo encimado pela figura do galo, numa referência à passagem bíblica do galo que cantou três vezes quando Cristo era negado pelo apóstolo Pedro.

Sua base é um pouco elevada, retangular, com degraus, e se encontra pavimentada em pedras laminadas de ardósia. O Cruzeiro da Forca está localizado no ponto mais elevado do conjunto urbano da cidade, em platô. O acesso mais fácil se dá a partir do centro da cidade, subindo a ladeira da Santana, seguindo a avenida Rio Branco, que começa na parte posterior da capela, no seu lado esquerdo.

Secretaria Municipal de Turismo
Praça João Paulo, nº 07 – Centro – CEP: 35.860-000
Telefone: (31) 3868-2223 – Telefax: (31) 3868-1219
Horário de atendimento: 8h às 17h
Fonte: Plano de Desenvolvimento Sustentável Município de Conceição da Mato Dentro (2007). Autores: Ézio Dornela Goulart e  Sociedade dos Amigos do Tabuleiro