Notícias
Notícias por data:

ESTUDANTE CONCEICIONENSE TEM A REDAÇÃO ESCOLHIDA PELA SEGUNDA VEZ CONSECUTIVA NO CONCURSO NACIONAL “LER É BOM – EXPERIMENTE”

CMD, SEXTA-FEIRA 14.09.2018 – CMDPela segunda vez consecutiva a estudante Maria Clara Ávila Malaquias, 10 anos, aluna do 5º ano da Escola Municipal Levindo Pinto de Oliveira, em Capitão Felizardo, Conceição do Mato Dentro, teve a sua redação escolhida pelo projeto “Ler é Bom – Experimente”, do escritor Laé de Souza. O concurso tem a participação de escolas de todo o país. Em 2017, o texto de Maria Clara foi um dos 43 selecionados. Este ano, foram escolhidas 50 redações e, mais uma vez, a pequena escritora conceicionense foi selecionada. “Ler é o que mais gosto de fazer”, diz Maria Clara, que gastou as economias do cofrinho para comprar a coleção completa do “Harry Potter” e exibe com orgulho seus cadernos cheios de histórias e poemas. Da sua biblioteca pessoal, ela mostra a coleção de Monteiro Lobato. Os livros foram da infância do prefeito Zé Fernando e presenteados por ele à Maria Clara.

ORGULHO PARA TODOS
Cercada pelos colegas de sala e pela família, Maria Clara é motivo de orgulho para todos. “Fico feliz não apenas por ser minha filha e também por ser aluna da escola da qual sou diretora. Estamos mostrando a todos o potencial do ensino de Capitão Felizardo e Conceição do Mato Dentro ”, diz a mãe Girlane Aparecia de Ávila.
O tema deste ano do projeto “Ler é Bom – Experimente”, para os alunos do 1º ao 5º anos, foi “Nick e Bia na floresta encantada”. Após a leitura desse livro, os estudantes deveriam fazer uma redação. Com cerca de 700 títulos já lidos, segundo estimativa da própria Maria Clara, a estudante conceicionense tem bagagem de sobra para soltar a imaginação, além de um grande talento. Maria Clara levou Nick e Bia, e mais novos amigos criados por ela, para um passeio no “Jurassic Park”. Como não havia consenso sobre o que as personagens fariam no parque, foi realizada uma eleição, já que política é um outro assunto que Maria Clara gosta bastante.
A homenagem aos alunos que tiveram as redações escolhidas no projeto “Ler é Bom – Experimente” irá acontecer na Bahia no dia 24 de setembro. Como a mãe de Maria Clara está grávida e em repouso, a família não irá comparecer. Infelizmente, no ano passado também não foi possível, mas o pai João Carlos Pinto Oliveira, o João Vininho, brinca: “Se um raio caiu duas vezes no mesmo lugar, pode cair três”.
PROJETO DE LEITURA
O Projeto de Leitura Laé de Souza tem o objetivo incentivar o hábito da leitura e estimular a criatividade dos jovens. Desenvolvido em escolas estaduais e municipais em todo o Brasil, o projeto é aprovado pelo Ministério da Cultura desde 2000, e tem o patrocínio do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre, por 11 anos consecutivos.
A unidade escolar participante recebe de 38 a 114 exemplares de uma das obras de Laé de Souza. O projeto contempla dois módulos: um para alunos do 3º ao 5º anos do ensino fundamental e outro para estudantes do 6º ao 9º ano. De março a julho, o projeto é desenvolvido com os alunos. A última etapa é a redação. São escolhidas até três por módulos por escola para envio para a coordenação do projeto. Ao final das atividades, são selecionados os melhores textos produzidos pelos alunos participantes para compor uma coletânea editada anualmente.

LAÉ DE SOUZA
O escritor Laé de Souza, nascido em Jequié-BA, radicado em São Paulo, é cronista, poeta, articulista, dramaturgo, palestrante, produtor cultural e autor de vários projetos de incentivo à leitura. Preocupado com o déficit educacional e inconformado com o slogan “Brasileiro não gosta de ler” vem criando, desde 1988, projetos de leitura, objetivando gerar alternativas que favoreçam e criem o hábito da leitura. (Fonte: http://www.projetosdeleitura.com.br).

PREFEITURA MUNICIPAL DE CMD
JUNTOS POR UM NOVO TEMPO

Curtiu? Compartilhe!

Calendário de Eventos