Notícias
Notícias por data:
Institucional
Utilidade Pública

Plano Diretor segue em estratégia coletiva

A revisão do Plano Diretor está seguindo a proposta de ser efetivamente participativa e democrática. Ontem (10) aconteceu a segunda oficina técnica, com exposições, debates e atividades bastante produtivas. Poder Público, os empreendedores e a sociedade civil estão em harmonia na busca de uma cidade melhor, pensando Conceição como um espaço que cumpra efetivamente sua função social.

Jupira Mendonça, especialista em planejamento urbano e professora de arquitetura da UFMG, contribuiu com a oficina indicando a missão da terra urbana, que é atender a todos os setores sociais. E por isso, deve-se buscar a ideia da justiça social. E então, o Plano Diretor virá solucionar três questões básicas: Como a cidade deve crescer? Como ocupar o território? Que tipos de atividades priorizar?

A ordenação do território não se trata apenas de adequações geográficas, mas sim de estratégias que evitem conflitos entre as atividades exercidas no território. Dessa forma, busca-se trabalhar de uma maneira que seja social e ambientalmente adequada a todos. Isso significa promover a diversidade habitacional, comercial, de serviços e equipamentos, desde que estes não causem impactos negativos ou venham a causar conflitos na área em que estão localizados.

Mobilização Social
No próximo mês, iniciarão também as atividades de mobilização social, buscando despertar em toda a população o senso de participação no que tange ao desenvolvimento do município. De forma atraente e lúdica, os conceicionenses serão convidados a colaborar com o levantamento e análise das fragilidades e potencialidades de cada região. Para isso, a Prefeitura contará com o apoio da Parangolé Arte Mobilização, que ontem esteve representada por Rodolfo Cascão. Ele falou que a população deve ser considerada “instrumento essencial” e que é com essa aproximação que o poder público vai identificar os caminhos a serem seguidos. “Parabenizo a Prefeitura pela disposição e coragem para fazer isto. É ato de quem acredita numa Conceição melhor e quer que isso realmente aconteça”, disse Cascão.

Questões pontuais
No último momento da oficina, os participantes foram divididos em grupos para trabalhar os temas: centralidade e interação urbana; serviços e infraestrutura social; desenvolvimento econômico; patrimônio; e conservação e biodiversidade. Também mapeados os espaços de convivência, locais com incidência de conflitos fundiários, vazios urbanos e outros pontos relevantes do município.

oficina_PD.2jpg

oficina_PD

grupos_PD

Curtiu? Compartilhe!

Calendário de Eventos