Notícias
Notícias por data:
Institucional
Utilidade Pública

VACINAÇÃO ANTI-RÁBICA

VACINAÇÃO ANTI-RÁBICA

A Prefeitura Municipal de Conceição do Mato Dentro informa que no período de 03/07/2018 a 02/08/2018 ocorrerá a Campanha Anual de Vacinação contra a Raiva Animal. No período de 03/07 a 13/07, a vacinação ocorrerá na zona urbana e no período de 16/07 a 02/08 a vacinação ocorrerá na zona rural, em pontos e horários específicos, conforme a programação disponível no site da Prefeitura Municipal http://cmd.mg.gov.br/. O dia D de vacinação ocorrerá no sábado, dia 21/07 de 08:30 às 16:00 na Sede da Vigilância em Saúde, situada à Rua Chiquito Costa, 41A, Brejo. O telefone para informações e dúvidas é o da Vigilância em Saúde – 031 3868-2698.

Fique atento às regras para a vacinação:

• A partir de 03 meses, cães e gatos devem ser vacinados;
• Se o cão é dócil, deve ser levado na coleira, por alguém que consiga controlá-lo e contê-lo no momento de aplicação da vacina;
• Se o cão é bravo, deve ser levado com focinheira, para evitar riscos de agressão a você, ao vacinador e às pessoas do local;
• Cães com diarréia, secreção ocular ou nasal, febre, falta de apetite ou que estejam recuperando de cirurgias ou doenças, não devem ser vacinados;
• Crianças não devem levar os cães para vacinar;
• Mantenha a carteira de vacinação do seu animal sempre atualizada;
• A vacina é GRATUITA.

RAIVA

A raiva é uma antropozoonose, ou seja, uma doença que é transmitida dos animais ao homem. Essa enfermidade é transmitida ao homem pela saliva e secreções do animal infectado, principalmente pela mordedura e lambedura.
A doença é caracterizada por uma encefalite (inflamação cerebral) progressiva e aguda. O risco de morte é extremamente alto.
Os sintomas da raiva são característicos e variam no animal e no ser humano. O animal geralmente apresenta dificuldade para engolir, salivação abundante, mudança de comportamento, mudança de hábitos alimentares e paralisia das patas traseiras. Nos cães, especificamente, o latido torna-se diferente do normal, parecendo um “uivo rouco”.
Nos seres humanos os sintomas são característicos: transformação de caráter, inquietude, perturbação do sono, sonhos tenebrosos; aparecem alterações na sensibilidade, queimação, formigamento e dor no local da mordedura. Essas alterações duram de 02 a 04 dias. Posteriormente, instala-se um quadro de alucinações, acompanhado de febre; inicia-se o período de estado da doença, por 02 a 03 dias, com medo de correntes de ar e de água, de intensidade variável. Surgem crises convulsivas periódicas.

De acordo com o Veterinário da Vigilância em Saúde, Marco Paulo, a meta de vacinação para o ano de 2018 é de 6.500 animais.

Gestão 2017 | 2020 – Juntos por um novo tempo.

Curtiu? Compartilhe!

Calendário de Eventos